Top Ad unit 728 × 90

SILÊNCIO, POR FAVOR. COM VOCÊS, CORBINIANO LINS.



Eu me aproprio. De coisas, sentimentos, sensações. Nada me entra passivamente. Quando pessoas queridas partilham comigo suas vidas, eu incorporo esses relatos ao meu repertório particular de histórias.
Muitas conversas rolaram enquanto eu pensava sobre essas abstrações concretas. Dia desses, lá na oficina de criação literária, uma amiga querida nos contou do seu desejo por conhecer um poeta. Acalentou o sonho por muito tempo mas adiava a viagem. O poeta findou virando luz e ela segue carregando o lamento de não ter separado um tempo para conhecer o homem que admirava.


Falando de Corbiniano Lins com Cris Quintas, editora aqui do Papo, ela me contou que sua relação com este artista é muito afetiva. Na casa da sua avó havia várias peças desse homem, cujo trabalho eu não conhecia profundamente, embora já tivesse visto muitas coisas dele espalhadas pela cidade. Crescer no meio de obras de arte, manter com elas uma relação concreta, habituar-se a vê-las na intimidade e incorporá-las à vida e à história, é um privilégio que só quando a gente se distancia da curva larga do tempo é possível aferir. Cris hoje mora no Canadá e levou Corbinianos na mudança para que pudesse carregar consigo sua história e a história do seu lugar.

Ela me contou que, outro dia, seu tio Paulo, um amante das artes, pessoa de grande sensibilidade, que já colaborou muito com nossa coluna partilhando fotos incríveis das suas andanças por aí para ilustrar meus textos, foi na casa de Corbiniano fazer fotos e bater papo. Depois me disse assim: - vai visitar ele, Tita. Tu vai se encantar. Conversa, conhece o atelier, vê as obras, entende o contexto, o homem por trás da arte. O tempo está passando e ele está ficando cansadinho. Eu lembrei imediatamente da amiga da oficina e sua procrastinação que findou num pesar imenso.


[post_ad]

Ainda bem que, ainda em vida, ele está recebendo o devido reconhecimento e ganhou recentemente, aqui no SESC de Santo Amaro, a homenagem de ter a galeria do espaço batizada com seu nome. Uma exposição inaugural com suas peças está em exibição desde sete de setembro e ficará em cartaz até o dia quinze de dezembro deste ano. A exposição chama-se O Silêncio da Forma e segundo a curadora Bruna Pedrosa, recebeu esse nome porque traduz muito bem sua essência. "Falamos em silêncio por ele ser essa pessoa tão contida. Isso não é algo apenas da personalidade dele, mas de como ele é enquanto artista. Corbianiano é tímido, muito simples".

O tempo corre, sílfide leve com longas pernas, como as mulheres de Corbiniano. Quero visitá-lo. Ficar em silencio com ele apreciando as formas e a elegância da simplicidade. Quero não ter lamentos. Quero ter o registro dessa história pra contar.








Fontes:
Paulo Carvalho
Google imagem




MyFreeCopyright.com Registered & Protected
SILÊNCIO, POR FAVOR. COM VOCÊS, CORBINIANO LINS. Reviewed by Cris Quintas on 07:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Papo de Design © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Papo de Design. Tecnologia do Blogger.