Top Ad unit 728 × 90

4 LIGADOS


Eu gosto que só quando o calendário me dá um assunto para escrever. Sempre me soa pretencioso definir assuntos. Eu tenho com vocês um compromisso de produzir 54 textos por ano e nem sempre (ou pra dizer a verdade quase nunca) me sinto habilitada para definir pautas.
 
Muitas vezes compartilhei com vocês meus exercícios de literatura. Uma das coisas ótimas que meu compromisso com o papo me dá além da liberdade é a disciplina. Houve vezes em que escrever não foi fácil. Lembro por exemplo do quanto sofri para escrever um conto azul. Mas sou sempre salva pelos livros e Carlos Pena Filho veio em meu socorro, se deixou cair nos meus braços e me resgatou da falta de assunto.

 
Eu e meus longos preâmbulos. Esse rodeio todo foi para dizer que quando feriados caem no meu colo ganho por tabela motes para a coluna. Ontem foi dia das crianças e eu não queria escrever sobre não deixar a criança que existe em você, generoso leitor, morrer, mas é inevitável. Hoje sou a personificação do lugar comum.
 
Não sei se vocês sabem mas eu tenho dois filhos. Uma menina de 10 e um menino de quase sete. Resolvemos ir contra a maré e escolhemos um único presente para os dois. Fizemos um gol de placa, eu e o pai deles. O jogo se chama Lig4 e é uma delícia. Um nome muito apropriado, inclusive. Pela primeira vez na nossa experiência de como pais, pudemos brincar com nossos filhos em par de igualdade. Ora eles ganharam, ora ganhamos nós. E não se trata de um jogo de sorte. É um jogo de estratégia, que termina com o barulho da desconstrução da vitória. Lindo demais.
 
[post_ad]
 
Depois, ainda na contra mão, fugimos do clichè do parque lotado, com pais temerosos em perder seus rebentos. Qualquer evento em dia das crianças é caótico e barulhento demais para os padrões de uma quarentona como eu. Resolvemos ver filmes, jogar partidas com o novo brinquedo nas pausas e findar o dia brincando na areia de Boa Viagem, a praia urbana mais deliciosa do infinito e além, como diria o bom e velho Buzz Lightyear. Não houve nenhuma produção especial. Deixamos os calçados no carro e fomos brincar no comecinho da noite à beira mar. Luxuosíssimo. Depois de muita escultura, castelos, acrobacias de ginástica artística, danças estranhas, pés molhados, sereias, brisa morna, roda de ciranda e show de talentos, fomos tomar picolés de mangaba na Frissabor da beira do cais, no centro, rindo muito, curtindo a delícia da companhia uns dos outros.
 
Voltamos pra casa pouco antes das dez da noite. Nossos dois filhos dormindo, eu e meu marido em silêncio. Éramos quatro crianças sujas de areia e sorvete. Se ontem a felicidade tivesse pensado em fazer uma selfie, ela nos estamparia. Mas a felicidade me confidenciou outro dia, ao pé do ouvido: quando eu tô solta da buraqueira não perco tempo com fotos.
 
Até semana que vem.



Fontes:
Pinterest


MyFreeCopyright.com Registered & Protected
4 LIGADOS Reviewed by Cris Quintas on 07:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Papo de Design © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Papo de Design. Tecnologia do Blogger.